Melhores atleta e treinador do Brasil em 2019 são do Boxe!


Fonte: Cbboxe.com.br

Temos os melhores. Mais uma conquista inédita foi escrita nas páginas da história do Boxe do Brasil. A atleta Beatriz Ferreira foi eleita a melhor atleta do Brasil no ano de 2019 pelo Prêmio Brasil Olímpico.

Mateus Alves, treinador chefe da Seleção Brasileira de Boxe, também foi escolhido como o melhor técnico de modalidades individuais entre todos os outros técnicos do nosso país.

A cerimônia do Prêmio Brasil Olímpico aconteceu na noite desta terça-feira na Cidade das Artes, no Rio de Janeiro. Quando o nome de Beatriz Ferreira foi anunciado, ficou difícil para ela conter a emoção: “Esse ano foi incrível, estou realizada. Mas Tóquio 2020 está logo ali, pretendo conseguir esse feito lá (medalha olímpica). Quero agradecer a todos que me ajudam, já que sozinha não chegaria a lugar algum. E acreditem em mim porque vou representar bem o Brasil em Tóquio”, disse ela em seu discurso de agradecimento.

 PBO2019 AL181 300x200
Foto: Alexandre Loureiro/Inovafoto/COB

Mateus Alves foi merecidamente premiado e teve a sua oportunidade de agradecer: “Me sinto muito feliz e realizado em receber este prêmio pelo Comitê Olímpico do Brasil. Foi resultado de muito sacrifício, disciplina e trabalho com o Boxe do Brasil. Fico feliz em comprovar que todo investimento e confiança que a CBBoxe depositou em mim foi válido. Minha parceria com a Beatriz Ferreira é de muita sintonia e dedicação de ambas as partes. Estamos com o foco total agora em Tóquio 2020 para trazer a medalha para o Brasil.”

Foram duas premiações merecidas, que coroam e enchem de motivação a todos que se dedicam a favor do futuro da nobre arte no Brasil. Desde o jovem atleta que pratica as primeiras repetições para aprimorar seus golpes, ou o treinador iniciante ansioso para ver seu pupilo subir ao ringue pela primeira vez. O Prêmio Brasil Olímpico é de todos.

Isso acontece por que esse tipo de premiação de tornou possível. Assim como as quatro medalhas olímpicas conquistadas em 2012 e 2016; o Ouro nos Jogos Olímpicos da Juventude com Keno Marley; ou a primeira medalha de Ouro Feminina em Jogos Pan-Americanos conquistada por Bia Ferreira. Foram muitas as grandes conquistas, que em um passado distante pareciam inatingíveis. Isso acabou. Com trabalho e dedicação é possível alcançar a glória. Para o Boxe do Brasil, a chama do sonho olímpico nunca esteve tão iluminada.

2019 de vitórias

A premiação de melhor atleta e treinador do Prêmio Brasil Olímpico levou em consideração as últimas grandes conquistas do Boxe do Brasil.

Foram seis medalhas em Lima, a melhor campanha em 56 anos, sendo uma de ouro, três de prata e duas de bronze. De quebra, houve a conquista do primeiro ouro do Boxe feminino. A campanha ainda encerrou um jejum de 12 anos sem medalhas título nos Jogos Pan-americanos.

Além disso, conquistamos duas medalhas em Mundiais: Ouro com Bia Ferreira e Bronze com Hebert Conceição. O Brasil ainda foi campeão por equipes pela primeira vez em uma etapa Europeia do Grand Prix, realizado na República Tcheca; conquistou o primeiro Ouro na tradicional Copa São Petersburgo e no Torneio Strandja, na Bulgária, o evento mais antigo do Boxe mundial.

 

 

IMG-5058

 download
Foto: Alexandre Loureiro/Inovafoto/COB

IMG-5094